Castelo dos Mouros

Instalado num dos cumes sobranceiros da serra de Sintra, o Castelo dos Mouros é uma fortificação construída em torno do século X após a conquista muçulmana da Península Ibérica. Duas cinturas de muralhas contornam de forma irregular os blocos graníticos da serra, por entre penedos e sobre íngremes penhascos. Ao longo dos caminhos de ronda é possível admirar uma paisagem única que exibe, em primeiro plano, a vila, o Paço de Sintra, o Palácio da Pena e a serra e, para além destes, a extensa planície a norte e o oceano Atlântico.

A configuração atual do Castelo dos Mouros é fruto de diversas campanhas e acontecimentos, destacando-se as intervenções realizadas durante a primeira dinastia, iniciadas por D. Afonso Henriques após a tomada de Lisboa e Santarém (1147); até à utilização da fortificação no reinado de D. Fernando I (1383); os danos causados pelo terramoto de 1755; as obras de restauro de D. Fernando II no século XIX, ao gosto romântico da época, e ainda as intervenções conduzidas pela Direção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, no século XX. Até à implementação do projeto de requalificação global “À Conquista do Castelo”, conduzido pela Parques de Sintra-Monte da Lua, o Castelo não teve grandes alterações.

Unsupported Browser

Unfortunately your browser is not supported.

It is highly recommended that you upgrade to a modern browser such as the latest versions of Google Chrome, Firefox or Internet Explorer.